Blog dos voluntários do Texto Livre

www.textolivre.org

Os números de 2010

leave a comment »

Os duendes das estatísticas do WordPress.com analisaram o desempenho deste blog em 2010 e apresentam-lhe aqui um resumo de alto nível da saúde do seu blog:

Healthy blog!

O Blog-Health-o-Meter™ indica: Uau.

Números apetitosos

Featured image

Um duende das estatísticas pintou esta imagem abstracta, com base nos seus dados.

Um Boeing 747-400 transporta 416 passageiros. Este blog foi visitado cerca de 12,000 vezes em 2010. Ou seja, cerca de 29 747s cheios.

 

In 2010, there were 20 new posts, growing the total archive of this blog to 95 posts.

The busiest day of the year was 13 de setembro with 739 views. The most popular post that day was A liberdade não se compra, é conquistada!.

 

De onde vieram?

Os sites que mais tráfego lhe enviaram em 2010 foram sureco.grude.ufmg.br, google.com.br, twitter.com, search.conduit.com e transtextual.com.br

Alguns visitantes vieram dos motores de busca, sobretudo por generos digitais, blog dos voluntários do texto livre, conversa com o robo ed, tecnologias na educação e documentação de software

Atracções em 2010

Estes são os artigos e páginas mais visitados em 2010.

1

A liberdade não se compra, é conquistada! junho, 2008
61 comentários

2

Sobre fevereiro, 2008
277 comentários

3

A importância da documentação em software para usuários iniciantes junho, 2010
76 comentários

4

Blog, Fórum e Chat: os gêneros digitais e as possibilidades de interação. setembro, 2008
1 comentário

5

Tecnologia e a sala de aula: Uma nova perspectiva para o ensino de língua portuguesa. julho, 2008
5 comentários

Written by otextolivre

4 janeiro 2011 at 6:05 am

Publicado em Geral, texto livre

Resenha 6

with 2 comments

Resenha

Software livre e software gratuito: a diferença

Como criar uma falsa expectativa

O texto Software Livre e software gratuito: saiba a diferença, escrito por Emerson Alecrim, apresenta brevemente a distinção entre programas freeware e softwares livres. Após esclarecer essa questão, o autor apresenta as várias vantagens do software livre. Uma delas é, por exemplo, a rápida correção de bugs, viabilizada pela possibilidade de qualquer usuário ter acesso ao código fonteApesar de trazer informações relevantes, o texto é marcado por dois principais descuidos. O primeiro está relacionado ao título: ele dá a impressão de que o conteúdo será mais informativo ou explicativo, concentrando-se na distinção entre os termos “livre” e “gratuito”. No entanto, a dissertação toma um rumo muito mais ideológico – e aqui tem origem o segundo problema. Ao assumir a bandeira Linux com militância, o autor menciona apenas as vantagens do sistema e, muitas vezes, ignora fatores importantes. Por exemplo, em um momento do texto, é feita a pergunta: “para que gastar milhões em dinheiro em softwares pagos (e limitados), com ´prazo de validade´, sendo que este dinheiro poderia ser investido em outros setores?”. A resposta é simples: porque não existe uma versãolivre para todos os softwares, infelizmente. E ainda porque o Linux não tem projeção comercial suficiente para que as empresas desenvolvam softwares compatíveis com essa plataforma. Portanto, ao serem demasiadamente parciais, as informações apresentadas por Alecrim acabam, em parte, perdendo credibilidade. Afinal, no texto é mostrado (e exaltado) apenas um lado da história.

 

Valquíria Lopes Rabelo

 

ALECRIM, Emerson. Software Livre e software gratuito: saiba a diferença. 2003. Disponível em: <http://www.infowester.com/linlivrexfree.php&gt;. Acesso em 28 de set. 2010.

Written by michelymara

12 novembro 2010 at 4:31 pm

Resenha 3

with one comment

Resenha

Software livre e software gratuito: a diferença

O artigo de Alecrin Emerson diferencia de forma adequada os termos livre e gratuito. Tomando como exemplo o sistema operacional Linux, o conceito de software livre é apresentado, explicitando que o código-fonte é livre para alteração e distribuição e, além disso, gratuito. Dessa maneira, forma-se uma comunidade que através do desenvolvimento coletivo possibilita que os usuários possam colaborar com idéias que contribuem para a resolução dos problemas de forma mais rápida. A licença que regulamenta o Linux e a maioria dos programas livres é a GPL (GNU Public License), que possibilita que o usuário copie o programa, instale em quantos computadores quiser, veja, estude, altere o código-fonte e não pague nada por isso.  Na prática, isso possibilita o desenvolvimento coletivo e significa liberdade para executar, estudar, distribuir e melhorar o programa. O futuro promissor tão esperado pelo autor do texto mostra o otimismo dos adeptos do software livre.

Adriano Cesar Braga Borges

EMERSON, Alecrin. Software Livre e software gratuito: a diferença. Infowester. Disponível em: <http:// http://www.infowester.com/linlivrexfree.php/&gt;. Publicado em 27/03/2003 – Atualizado em 10/12/2004 – Acesso em: 04/10/2010.

Written by michelymara

12 novembro 2010 at 4:30 pm

Resenha 2

with one comment

Resenha

Software livre e software gratuito: a diferença

O Linux se desenvolve a cada dia em um conceito de trabalho colaborativo via internet. Todos podem participar desse trabalho, seja usando o sistema ou colaborando com seu desenvolvimento. Graças a essa criação dinâmica e livre o Linux é esse sistema de alta qualidade e de baixo custo.

O Linux além de gratuito é livre, ou seja, seu código pode ser alterado livremente conforme as necessidades de cada um. Por ser um sistema gratuito e livre, o Linux tem grande impacto no desenvolvimento tecnológico e na inclusão digital em países com problemas financeiros.

O Linux é robusto, confiante com rápida correção de bugs, dinâmico e barato e por isso sua adoção é extremamente indicada. Se o mesmo fosse apenas gratuito não seria dessa forma. Software livre é mais do que software gratuito, é a revolução da computação.

Mateus Andrade Rezende

Emerson Alecrim. Software livre e software gratuito: a diferença.Disponível em: http://www.infowester.com/linlivrexfree.php. Acesso em: 03 de out. 2010.

 

Written by michelymara

12 novembro 2010 at 4:30 pm

Resenha 4

leave a comment »

Resenha

Software livre e software gratuito: a diferença

O texto descreve a diferença entre software livre e software gratuito. Muitas pessoas se referem erroneamente a esses dois termos como se fossem sinônimos, porém, apesar de os dois tipos de software serem gratuitos, o software livre possui uma licença, a GNU, que, dentre outros pontos, permite que o usuário altere o código, colabore com melhorias e distribua livremente.

O software livre pode ser uma solução para muitos casos. Primeiro, pode-se obter soluções personalizadas a partir de um software pronto, isto é, o software livre pode ser customizado para atender a diversas necessidades, ao contrário de outras licenças de software. Pode, também, ser uma solução para a inclusão digital, já que o custo é muito baixo e a sua qualidade é alta, pois a comunidade está sempre atrás de aperfeiçoamentos do software e correção de falhas.

O software livre pode ser uma ótima opção para muitos produtos no mercado e pode trazer várias vantagens a um baixo custo.

Raphaella Carvalho Diniz

Artigo: Alecrim, Emerson. Software livre e software gratuito: a diferença. Disponível em <http://www.infowester.com/linlivrexfree.php&gt; Acesso em: 04 out. 2010

Written by michelymara

12 novembro 2010 at 4:29 pm

Resenha 5

leave a comment »

Resenha

Software livre e software gratuito: a diferença

Para quem ainda não sabe a dimensão da barreira que separa softwares livres de softwares gratuitos vale a pena conferir o artigo publicado por Emerson Alecrim no blog Infowester. Neste artigo o autor não somente explica a diferença entre estas duas nomenclaturas, mas também esclarece as limitações dos softwares gratuitos (freeware) frente às inúmeras possibilidades de avanços proporcionadas pelos softwares livres.

Enquanto softwares freeware são limitados por não permitirem edição de código fonte e, em geral, não permitirem utilização para qualquer finalidade, softwares livres proporcionam avanços em países emergentes exatamente por serem adaptáveis para a utilização em qualquer contexto.

Segundo o autor, esta capacidade de adequação a um baixo custo acelera a inclusão digital resultando em avanços na educação, além de permitir uma melhor distribuição dos investimentos visto que não é necessário pagar por softwares prioritários para se obter o produto mais adequado a cada necessidade.

Neste artigo também são apresentadas algumas vantagens da adoção de softwares livres em lugar de softwares prioritários. Estando todo software sujeito à ocorrência de falhas (bugs), a correção das mesmas em tempo mínimo passa a ser um ponto crítico a instituições que necessitam de seus sistemas operando continuamente, como é o caso de servidores web. O autor discute o apoio da comunidade de software livre na correção de erros em softwares, o que torna o processo de eliminação de falhas muito mais otimizado do que o oferecido por desenvolvedores de softwares prioritários.

Conheça melhor a história do software livre e o crescimento de sua importância na comunidade e você verá a evolução na computação que estamos prestes a presenciar.

 

Guilherme Garcia Botelho

 

Emerson Alecrim. Software Livre e Software Gratuito: A Diferença. Disponível em http://www.infowester.com/linlivrexfree. php. Acessado em 04 de out. 2010.

Written by michelymara

12 novembro 2010 at 4:28 pm

Resenha 1

with 3 comments

Resenha
Software livre e software gratuito: a diferença

Questionar as ambigüidades e diferenças em se dizer que um software é livre ou gratuito é o começo de um discurso que merece atenção. Ser gratuito não pressupõe a liberdade, mas o contrário sim. Softwares livres, como o Linux, criam em torno de si grandes comunidades que, devido à filosofia de liberdade garantida pela licença do tipo GPL, estão sempre em movimento, criando, reconstruindo e aprimorando a tecnologia. O uso de softwares livres é barato, seu custo de implantação baixo pode contribuir para o desenvolvimento de países subdesenvolvidos, uma vez que o dinheiro investido nas licenças podem ser gastos em outras áreas mais necessitadas. É por si só um ciclo vicioso, a tecnologia desenvolve, o país desenvolve e mais tecnologia é desenvolvida ou aprimorada. Dessa forma o discurso do Software Livre pode se tornar o futuro discurso tecnológico, ou será que já não é?

Patricia Almerinda de Moraes Xavier

Fonte: http://www.infowester.com/linlivrexfree.php, Emerson Alecrim, Publicado em 27/03/2003, Atualizado em 10/12/2004.

Written by michelymara

12 novembro 2010 at 4:27 pm