Blog dos voluntários do Texto Livre

www.textolivre.org

Palestra sobre educação, software livre e prefeitura de BH

leave a comment »

[14:55] *** O tópico do canal é “Sala de aulas e palestras do #semiofon e do #textolivre || Room for classes and conferences from #semiofon and #textolivre || http://evidosol.textolivre.org/”.

[14:55] [aracnus] oi acris… 🙂

[14:55] [Andrea_Centeno] Boa tarde, pessoal!

[14:56] [acris] boa tarde,

[14:56] [acris] preciso de alguns minuto

[14:56] [acris] devo cair

[14:56] [Andrea_Centeno] ok!

[14:56] [aracnus] Sem problema… Estou por aqui.

[14:56] [acris] obrigada, aracnus

[14:56] [acris] Andrea_Centeno: o aracnus é o Frederico, que vai dar a palestra 🙂

[14:56] [acris] oi, hugleo

[14:57] [Andrea_Centeno] Olá Frederico! Seja bem-vindo! 🙂

[14:57] [aracnus] Olá Andrea_Centeno, muito obrigado. 🙂

[14:57] [acris] aracnus: pena que voce nao pode participar quinta à noite, foi bem legal

[14:57] [acris] oi, Vanely

[14:57] [Vanely] Oi

[14:57] [acris] gente se eu cair, avisem que volto já

[14:58] [aracnus] Pois é acris, cheguei tarde em casa… 😦

[14:58] [acris] aracnus: voce pode registrar a palestra aí e me passar depois o que eu perder?

[14:58] [aracnus] Pode deixar.

[14:58] [acris] obrigada

[14:59] [acris] preciso passar para os alunos que não puderam vir hoje

[14:59] [aracnus] Ok. O programa grava o log automaticamente. Ao final teremos tudo.

[15:00]] –] Monica_ juntou-se a este canal (~bd3c1dfb@gateway/web/freenode/x-qtodnuhqawuplxcf).

[15:00] [acris] oi, Monica_

[15:00] [acris] por curiosidade, aracnus, voce usa qual programa para acessar o IrC?

[15:01] [aracnus] acris: uso o Konversation. Acho-o muito versátil e com os recursos que eu preciso.

[15:04] [Monica_] Me desculpe, acris, estava aqui quebrando a cabeça para lhe responder o oi, hahahaha.

[15:04] [acris] aracnus: tambem uso o konversation, adoro ele

[15:04] [acris] oi, Monica_ 😀

[15:04]] –] leleobhz juntou-se a este canal (~leleobhz@unaffiliated/leleobhz).

[15:04] [acris] bom, parece que resolvi o problema aqui

[15:04] [acris] oi, leleobhz

[15:04] [aracnus] acris: 🙂

[15:04] [leleobhz] buenas!

[15:04] [aracnus] Salve leleobhz 🙂

[15:04] [acris] aracnus: quer começar já ou prefere esperar um pouco

[15:04] [acris] ?

[15:04] [leleobhz] aracnus: o bixo sumido

[15:05] [aracnus] leleobhz: tô nada… 😉

[15:05] [aracnus] acris: fica a seu critério.

[15:05] [hugleo] oi, acris

[15:05] [leleobhz] sei sei… :p

[15:05] [acris] bom, seria interessante voce saber um pouco das meninas, para ter uma ideia do seu publico

[15:05] [aracnus] acris: isso é bom. 🙂

[15:06] [acris] Andrea_Centeno, Vanely, Monica_, voces topam falar um pouco do que fazem

[15:06] [Andrea_Centeno] ok

[15:06] [Monica_] Sim

[15:06] [acris] e de nossa disciplina e da especializacao/

[15:06] [Vanely] ok

[15:06] [acris] fiquem a vontade para começar

[15:06] [acris] obrigada 🙂

[15:06] [aracnus] Sou todo ouvidos (ou melhor, olhos)… 😉

[15:07] [acris] Andrea_Centeno: quer começar?

[15:07] [Andrea_Centeno] Eu sou professora de Inglês, para todos os níveis. Moro e trabalho em Uberaba-MG. Amo o que faço e adoro tecnologia… estou fazendo essa pós, pela UFMG/ead e estou adorando!

[15:07]] –] claudiamurta juntou-se a este canal (~c93a1f02@gateway/web/freenode/x-bcbpeqgjqwcukvbj).

[15:08] [Monica_] Sou professora de inglês numa escola bilíngue para crianças, em um curso particular e tenho alunos particulares, meu interesse pela EAD vem dos meus tempos de projeto de monitoria de ensino de inglês da UFRJ.

[15:08] [acris] oi, claudiamurta, estamos nos apresentando para o frederico, que é aqui o aracnus

[15:08]] –] bilude juntou-se a este canal (~bb1497d8@gateway/web/freenode/x-azjiszxjquzgsiph).

[15:08] [acris] oi, bilude, estamos nos apresentando para o frederico, que é aqui o aracnus

[15:08] [acris] Vanely: quer nos dar a honra?

[15:09] [acris] Monica_: voce é de BH?

[15:09] [Monica_] A pós tem me sacudido.

[15:09] [Monica_] Não, Rio!!!

[15:09] [Vanely] Sou professora de português da rede pública estadual. Sempre gostei de experimentar e usar variados recursos em minhas aulas. Um dia navegando pelo página da educação descobri esse curso, resolvi fazer na hora e estou amando. Moro no interiro de Minas, próximo a Montes Claros

[15:09] [acris] great!

[15:09] [acris] great 2! =)

[15:09]] –] vivianemelo juntou-se a este canal (~bd48cd6c@gateway/web/freenode/x-plbneegadxunhnhl).

[15:09] [acris] oi, vivianemelo

[15:09] [vivianemelo] olá

[15:09] [aracnus] Vanely: em qual cidade?

[15:09] [vivianemelo] Brasília

[15:10] [Vanely] Engenheiro Navarro

[15:10] [claudiamurta] oi gente, sou professora de literatura no ensino médio da rede particular e de cursos superiores tb em instituições particulares

[15:10] [vivianemelo] eu lembro de voces tudo bom?

[15:10] [acris] vivianemelo: estamos nos apresentando para o frederico, que é aqui o aracnus

[15:10] [acris] 🙂

[15:10] [vivianemelo] desculpem o atraso

[15:10] [Vanely] Tudo em Viviane

[15:10] [Andrea_Centeno] Vivi, estamos nos apresentando ao nosso palestrante, aracnus= Frederico

[15:11] [vivianemelo] ah ok

[15:11] [claudiamurta] desculpem o meu atraso tb, estava escrevendo o trabalho final, perdi a hora

[15:11] [acris] aracnus: acho que voce poderia se apresentar também, não?

[15:11] [bilude] Sou Maria de Lourdes, Lourdinha, professora de Língua e Literatura no Ensino Médio e de Português para Estrangeiro. Moro em BH. Estou gostando muito do curso da Ana. Tenho aprendido muito com ela.

[15:11] [claudiamurta] tb sou do interior de minas, patrocinio

[15:11] [aracnus] acris: sim, estava só esperando a minha deixa. 🙂

[15:12] [acris] 🙂

[15:12] [vivianemelo] Olá, moro em Brasília sou professora de Inglês, leciono para o ensino fundamental I e II

[15:12] [leleobhz] btw

[15:12] *** ChanServ dá a aracnus permissão para falar.

[15:12] [hugleo] heh

[15:12] [leleobhz] se precisar de moderar a sala, estamos a postos :]

[15:12] [aracnus] Bom, eu sou biólogo, trabalhei um tempo como professor de Ciências e Biologia no estado e na prefeitura de BH e atualmente estou fora de sala, trabalhando com a parte de software livre da prefeitura.

[15:12] *** ChanServ dá permissão para falar a você.

[15:13] *** ChanServ dá a leleobhz permissão para falar.

[15:13] [aracnus] Estou envolvido na comunidade de software livre tanto fazendo apresentações sobre o tema quanto traduzindo softwares. Também coordeno o projeto Software Livre Educacional.

[15:15] [acris] Frederico, aracnus, nós estamos terminando uma disciplina sobre EAD

[15:15] [acris] falamos de legislação e história

[15:15] [acris] e um assunto que surgiu nas nossas discussões

[15:15] [acris] foi a questão da inclusão

[15:15] [acris] e do preparo dos professores na rede publica

[15:16] [acris] paratrabalhar com os recursos que chegam nas escolas

[15:16] [acris] a especialização mesma é um curso pago, nem todos tem acesso

[15:16] [acris] e todos concordam que é um conhecimento que faz falta

[15:16] [aracnus] Com certeza.

[15:17] [acris] gostaria que você tivesse esse panorama como pano de fundo da sua fala, pode ser?

[15:17] [aracnus] Pois então, essa discussão do “conhecimento livre” passa muito pela proposta do “software livre”.

[15:17] [acris] 🙂

[15:17] [aracnus] acris: ok.

[15:17] [aracnus] E a difusão desse conhecimento (para que ele seja realmente livre) é uma das coisas mais complicadas que existem.

[15:18] [aracnus] Trabalhei um tempo na PBH com a formação de professores e tínhamos algumas dificuldades.

[15:19] [aracnus] Pra contextualizar, todas as escolas municipais de Belo Horizonte utilizam exclusivamente GNU/Linux.

[15:19] [aracnus] Assim, o principal foco da “capacitação” dos professores era justamente para que eles se ambientassem ao sistema.

[15:20] [aracnus] O problema é que a própria utilização desse sistema gerava alguns focos de resistência, especialmente porque os professores não o utilizavam em casa.

[15:20] [acris] :)explica um pouco o que é afinal o linux, para quem nunca viu

[15:20]] –] Marieta juntou-se a este canal (~bb347bae@gateway/web/freenode/x-otxoxdiefudufzkd).

[15:20] [aracnus] Com isso, antes mesmo de vencer os obstáculos da formação dos professores, tínhamos que vencer a resistência ao sistema. 🙂

[15:21] [aracnus] Bom, vamos começar um pouco antes do GNU/Linux e falar rapidamente sobre software livre, ok?

[15:21] [acris] ok

[15:22] [aracnus] Muita gente confunde software livre (SL) com software gratuito. A gratuitade é um característica (para o usuário final) desse tipo de software, mas não é a sua essência.

[15:22] [aracnus] Um software é livre quando ele pode ser livremente estudado, alterado e distribuído.

[15:22] [aracnus] Seria algo como você chegar à padaria e, ao comprar um bolo, levar pra casa também a receita daquele bolo, pra poder fazer sempre que quiser e distribuir para as pessoas.

[15:23] [aracnus] Esse conceito é bem antigo. Sua formalização é do início da década de 80. Por isso, o preconceito que muita gente tem contra o software livre por achar que é uma “moda” nova e passageira não tem fundamento.

[15:24] [aracnus] Nessa esteira, em 1991 um sujeito de (à época) 19 anos, na Finlândia, criou um sistema operacional e o distribuiu como software livre. O sujeito é o Linus Torvalds e o sistema é o Linux.

[15:25] [aracnus] Com o tempo, esse sistema passou a incorporar cada vez mais aplicações livres, derivadas diretamete ou indiretamente do projeto GNU. Por isso hoje ele é conhecido entre os puristas como GNU/Linux.

[15:25] [aracnus] Alguém aí já usou o GNU/Linux? (acris e leleobhz não valem) 🙂

[15:25] [leleobhz] aracnus: bah, so pq uso arch! :p

[15:26] [acris] 🙂

[15:26] [Monica_] Não, já ouvi falar muito, mas nunca vi de perto.

[15:26] [aracnus] leleobhz: não, é porque você eu já sei que usa. 😉

[15:26] [Vanely] Eu uso o linux na escola que eu trabalho

[15:26] [vivianemelo] eu nunca usei

[15:26] [claudiamurta] nem eu, agora tô entendendo…

[15:26] [aracnus] Vanely: aqui em BH?

[15:27] [Andrea_Centeno] nunca usei 😦

[15:27] [Vanely] Não em Engenheiro Navarro, interior de MG. É o sistema utilizado peloestado

[15:27] [aracnus] Vanely: ah sim.

[15:28] [aracnus] Bom, a Vanely falou que usa um GNU/Linux lá em Engenheiro Navarro. Nós também usamos aqui em BH, mas existe uma diferença entre eles.

[15:28] [aracnus] Na verdade não existe O GNU/Linux. Isso porque o sistema é baseado em um conceito chamado “distribuição”.

[15:28] [Andrea_Centeno] tive um aluno que me disse que é um sistema muito melhor e fácil de usar

[15:28] [aracnus] Andrea_Centeno: e eu concordo plenamente com ele. 🙂

[15:29] [acris] eu também

[15:29] [Vanely] eu também acho

[15:29] [aracnus] Uma distribuição é um empacotamento de vários softwares, arranjados de acordo com o desejo do seu desenvolvedor.

[15:29] [Andrea_Centeno] ele disse tb, que quem conhece o sistema e passa a usá-lo, não quer saber de outro… 😀

[15:29] [aracnus] Vocês vão encontrar os mais diversos tipos de distribuição (também conhecidas como “distro”).

[15:29]] –] MLa_ juntou-se a este canal (~c93a05bf@gateway/web/freenode/x-hqwpeelvjqkgiksb).

[15:29] [aracnus] Andrea_Centeno: é isso mesmo. Eu conheci em 1998 e não larguei mais. 😉

[15:30] [acris] me too, desde 2005

[15:30] [Andrea_Centeno] fiquei curiosa agora… hehehehehe

[15:30] * acris lembra: desde 2005 sem vírus! outra vida!

[15:30] [aracnus] É importante destacar que as distros podem ser mais fáceis ou mais difíceis de se usar, pois podem ser voltadas para um público mais leigo ou mais especializado.

[15:30] [MLa_] Acabei de chegar…

[15:30] [Vanely] tem algumas coisas que eu preciso aprender a respeito. Só sei o básico. Mas também gosto muito.

[15:30] [aracnus] acris: pois é, sem vírus nem spywares… E sem reiniciar a máquina cada vez que se instala um software novo. 😉

[15:31] [acris] oi, MLa_, o aracnus é o palestrante, o Frederico

[15:31] [aracnus] Vanely: existe MUITA documentação online disponível.

[15:31] [MLa_] ok… estão falando de que?

[15:31] [aracnus] Aliás, essa é uma das características do software livre, a distribuição do conhecimento adquirido.

[15:31] [acris] pois é, a base do software livre é a colaboração, a troca de conhecimento

[15:31] [acris] 🙂

[15:31] [aracnus] MLa_: estou dando uma geral sobre o conceito de software livre e trabalho colaborativo. 😉

[15:32] [aracnus] Isso por um motivo simples, uma vez que o código do software livre está disponível pra todo mundo, TODO conhecimento adquirido em seu desenvolvimento passa a pertencer à humanidade.

[15:32] [aracnus] É diferente do software proprietário, cujo conhecimento pertence exclusivamente à empresa desenvolvedora.

[15:32] [Marieta] Pessoal, OI PRA TODOS! entrei agora mesmo e nao estou entendendo nada. O que estamos fazendo aqui? Cadê a tal palestra q ficou todo mundo avisando que iria ou nao iria participar?

[15:32] [acris] Marieta: a palestra está acontecendo

[15:33] [acris] o aracnus é o palestrante

[15:33] [aracnus] Logo, software livre é sinônimo de conhecimento livre.

[15:33] [Marieta] Uhm! rssssss O tema é LINUX?

[15:33] [acris] preparo de professores para uso da tecnologia em BH, cuja rede pública usa linux nas escolas

[15:33] [aracnus] Marieta: não o tema é compartilhamento de conhecimento. GNU/Linux só apareceu como tema de fundo. 🙂

[15:34] [acris] 🙂

[15:34] [vivianemelo] pode dar um exemplo de software proprietário??

[15:34] [aracnus] O Windows, por exemplo.

[15:34] [aracnus] E praticamente tudo o que você utiliza nele.

[15:34] [Marieta] ok! Santa ignorância! desculpe-me rssssss

[15:34] [Andrea_Centeno] #aracnus, o que é GNU?

[15:35] [aracnus] GNU deveria ser o nome do sistema operacional totalmente livre, feito pela Free Software Foundation, que é a organização criada pelo Richard Stallman, o criador do conceito de software livre.

[15:35] [MLa_] Se windos é sinônimo de sofware proprietário… qual seria o livre?

[15:35] [aracnus] Mas como apareceu o Linux, eles se concentraram em desenvolver um conjunto de aplicações livres de suporte ao sistema.

[15:36] [MLa_] digo… um sofware rão fácil de usar quanto o windows

[15:36] [aracnus] GNU é o conjunto dessas aplicações (e também um símbolo do movimento de software livre).

[15:36] [aracnus] O GNU/Linux é um sistema operacional como o windows MLa_.

[15:36] [aracnus] E é um software livre tão fácil de usar quanto o proprietário. 🙂

[15:36] [acris] MLa_: o linux é o equivalente e estávamos comentando aqui sobre ser, em muitos aspectos, até mais fácil de usar que o Windows

[15:36] [MLa_] pq não é tão aceito quanto o windows?

[15:37] [acris] boa pergunta 🙂

[15:37] [aracnus] Ahhh, MLa_, excelente pergunta. E tem tudo a ver com o tema.

[15:37] [acris] porque, aracnus? 😉

[15:37] [Andrea_Centeno] ia fazer essa pergunta tb? rsrsrsrsrs

[15:37] [Andrea_Centeno] tb***!!!

[15:37] [aracnus] Vocês já tiveram videocassete, certo?

[15:37] [vivianemelo] exatamente

[15:37] [aracnus] (ou alguém aqui é nova demais pra isso)? 😉

[15:37] [MLa_] kkkkkkk

[15:37] [vivianemelo] eu nao

[15:37] [Andrea_Centeno] kkk

[15:37] [acris] 😀

[15:37] [Monica_] Hahahaha, duvido.

[15:38] [hugleo] :]

[15:38] [claudiamurta] o meu parou de funcionar por falta de uso

[15:38] [aracnus] Bom o formato de codificação de vídeo que a gente usava no videocassete chamava-se VHS (lembram que sempre apareciam essas três letrinhas na embalagem?)_

[15:38] [claudiamurta] desde que apareceu do dvd

[15:38] [MLa_] sim

[15:38] [aracnus] Agora existiu um outro formato de videocassete chamado Betamax.

[15:38] [MLa_] já ouvi falar

[15:39] [Vanely] Eu ainda tenho (4 cabeças). Ms só serve de enfeite.

[15:39] [aracnus] O Betamax era um formato MUITO superior ao VHS. Tanto é que ele era utilizado por produtoras de vídeo, devido à sua qualidade.

[15:39] [aracnus] Sò que o pessoal por trás do VHS investiu pesado em marketing e esse formato acabou ganhando mais popularidade. E popularidade é uma bola de neve. Quanto mais famoso algo é, mais famoso fica com o tempo.

[15:40] [Andrea_Centeno] caso do Windows, né?

[15:40] [aracnus] Dessa forma, o VHS, mesmo sendo um formato inferior, ficou mais popular que o Betamax, que era melhor. E ninguém nunca ouvia falar desse último.

[15:40] [aracnus] Exatamente Andrea_Centeno.

[15:40] [bilude] então, o linux precisa de publicidade para ser mais usado?

[15:40] [aracnus] O que aconteceu foi que a Microsoft sempre investiu pesado em marketing.

[15:40] [vivianemelo] ah sim

[15:40] [aracnus] Não só publicidade, mas também mais divulgação.

[15:40] [aracnus] Por exemplo, o Firefox é um software livre que está ficando cada vez mais popular.

[15:41] [aracnus] (software livre não é só GNU/Linux nem tem que rodar só no GNU/Linux, ok?)

[15:41] [MLa_] e a questão de compatibilidade. Há compatibilidade entre os dois? linus e windows

[15:41] [bilude] meu filho me falou do linux e disse que pouca gente conhece.

[15:41] [aracnus] Na verdade não se discute compatibilidade entre sistemas operacionais MLa_, porque eles são o “plano de fundo”.

[15:41] [acris] semana pasada fiz uma pesquisa e vi que o firefox é de longe o navegador mais utilizado no mundo hoje em dia

[15:42] [aracnus] Tem que ter compatibilidade entre os softwares que rodam sobre os sistema.s

[15:42] [aracnus] Por exemplo, existe uma suíte de escritório livre chamada OpenOffice.org (aqui no Brasil tem o nome de BrOffice.org).

[15:42] [aracnus] Ela é o similar livre ao Microsoft Office.

[15:42] [claudiamurta] estamos tão condicionados à propaganda do windows, que nem procuramos mais nada

[15:42] [acris] similar melhor, diga-se de passagem

[15:43] [Andrea_Centeno] e pior, achamos que os outros são inferiores… :-((((

[15:43] [aracnus] Exatamente. Tenho até um vídeo pra indicar pra vocês ao final do nosso encontro que fala justamente sobre isso, como nos condicionamos a repetir as histórias que ouvimos.

[15:43] [MLa_] Pois então… se utilizo o openoffice… meus arquivos abrirão num windows?

[15:43] [vivianemelo] e não procuramos conhecer os outros

[15:43] [aracnus] Pois é Andrea_Centeno. O problema é que são diferentes, assim, coisas que funcionam no Windows podem não funcionar no GNU/Linux e vice-versa. E muita gente não entende isso.

[15:44] [hugleo] MLa_, sim

[15:44] [aracnus] Pensa que “se não roda o que roda no Windows, então é pior”. 🙂

[15:44] [aracnus] MLa_: depende.

[15:44] [Marieta] é por isso q uma vez nao aceitei o linux

[15:44] [claudiamurta] esse é o problema…, já que a maioria das máquinas operam com aquele sistema

[15:44] [Andrea_Centeno] desculpe a ignorância, mas se eu quiser instalar o linux, tenho que desisntalar o windows???

[15:45] [aracnus] O Microsoft Office não abre os arquivos do BrOffice. Mas você pode salvá-los, no BrOffice, no formato do Microsoft Office pra abrir.

[15:45] [aracnus] Andrea_Centeno: não é ignorância. É uma pergunta muito pertinente.

[15:45] [aracnus] Andrea_Centeno: e a resposta é, depende. 🙂

[15:45] [bilude] eu quero saber a mesma coisa, Andreia.

[15:45] [claudiamurta] ia fazer essa pergunta, andreia

[15:45] [Andrea_Centeno] 😉

[15:45] [aracnus] Os dois podem conviver em harmonia no seu computador sem problema. É o que chamamos de “dual boot”.

[15:45] [Marieta] ué, eu uso firefox e parece que é windows também… será q estou enganada?

[15:45] [claudiamurta] como fazemos pra testar???

[15:45] [aracnus] Na hora que você liga o computador, escolhe se quer ir para o Windows ou para o paraíso… quero dizer GNU/Linux… 😉

[15:46] [Andrea_Centeno] não entram em “conflito”?

[15:46] [aracnus] O Firefox é um software livre que tem versões para GNU/Linux e para Windows.

[15:46] [aracnus] Andrea_Centeno: não.

[15:46] [aracnus] Porque que a instalação é completamente independente.

[15:46] [Marieta] ah! entendi

[15:46] [Andrea_Centeno] legal! bom saber… 😉

[15:46] [claudiamurta] rsrsrs, vcs estão fazendo nossa cabeça direitinho

[15:46] [aracnus] Ué, o tema não é compartilhamento de conhecimento? 😉

[15:47] [Marieta] tenho no comput o firefox e o internet express, mas gosto mais do firefox

[15:47] [MLa_] mas esse dual boot não vai deixar minha máquina mais lenta?

[15:47] [bilude] posso dispensar o windows se tenho linux?

[15:47] [aracnus] Marieta: você e um monte de gente.

[15:47] [vivianemelo] verdade claudia já estao todos pensando nessa possibilidade

[15:47] [aracnus] MLa_: não.

[15:47] [Andrea_Centeno] acho que estão mesmo, cláudia… ainda mais quando li algo “sem vírus” !!! rsrsrsrsrs

[15:47] [aracnus] Bom eu dispensei há muito tempo. Mas o ideal é vocês passaram por um processo de “descompressão”, ou seja, experimentar os dois por um tempo para se habituar.

[15:47] [claudiamurta] sem dúvida… a vida depois do linux

[15:47] [acris] bilude: eu só usao linux em casa

[15:48] [aracnus] Tudo bem que tem gente que prefere uma “imersão total” e pula direto pro GNU/Linux, mas isso fica a gosto de cada um. 🙂

[15:48] [vivianemelo] e para usar é fácil? precisa de algum tutorial

[15:48] [vivianemelo] ??

[15:48] [Andrea_Centeno] boa pergunta, vivi!

[15:48] [aracnus] vivianemelo: como qualquer software novo, você vai precisar de um tempo pra se adaptar.

[15:48] [claudiamurta] onde conseguimos baixar o linux

[15:48] [aracnus] Veja bem, cada vez que o Windows muda a versão vocês não tem que adaptar a ele?

[15:49] [Andrea_Centeno] 😦

[15:49] [bilude] quanto tempo?

[15:49] [Marieta] o firefox é software livre mas pega virus, né? nao é como o linux neste aspecto de nao pegar virus..

[15:49] [vivianemelo] mas como voce mencionou parece que não há um padrao??

[15:49] [aracnus] bilude: depende de você. Cada um funciona de forma diferente.

[15:49] [acris] bom, se voce nunca usou computador, nao faz diferenca nenhuma começar com um ou com outro, mas se voce esta “viciado” em windows, precisa primeiro ‘desintoxicar’;-)

[15:49] [Andrea_Centeno] rsrsrsrs

[15:49] [aracnus] vivianemelo: exatamente. E era isso que eu ia dizer. Existem diversas distribuições. Eu uso (e recomendo) a Debian, mas alguns usuários leigos absolutos costumam preferir a Ubuntu, por ser mais direcionada.

[15:50] [bilude] só usei windows até hoje. Estou bastante intoxicada, então?

[15:50] [Marieta] rssssssssss

[15:50] [acris] nao precisa ser leigo absoluto pra preferir o ubuntu, aracnus 🙂

[15:50] [aracnus] Agora é interessante procurar saber se na sua cidade já existe gente que utiliza o GNU/Linux. Isso porque podem rolar encontros da comunidade por exemplo.

[15:50] [aracnus] Eu sei acris, mas tenho que fazer o marketing da Debian, né? heheheheheh

[15:51] [acris] ok, entao faço o do ubuntu: eu uso, gente, e adoro! 🙂

[15:51] [acris] hahahahaha

[15:51] [Andrea_Centeno] #aracnus, vc acredita que se houvesse mais divulgação do sistema linux, teríamos ou seríamos mais democráticos com o ensino no brasil?

[15:51] * leleobhz pode colocar o kubuntu na lista?

[15:51] [vivianemelo] essas palavras novas como Debian e ubuntu estão todas dentro do Linux?

[15:51] [acris] sao tipos de linux

[15:51] [aracnus] Bom, vamos por partes, primeiro a Andrea_Centeno.

[15:52] [aracnus] Não gosto muito dos usos que se fazem da palavra “democrático”. Acho que confunde um pouco as coisas. Eu defendo que o uso do software livre nas escolas torna o ensino mais ético.

[15:52] [aracnus] Isso por um motivo bem simples.

[15:52] [Marieta] estou esperando a minha resposta tambe: se o firefox pega vírus, apesar de ser software livre

[15:53] [Marieta] ético, no sentido de q nao usa windows pirata?

[15:53] [aracnus] Quando você ensina alguém a utilizar o software proprietário, as pessoas que aprendem a utilizá-lo tem duas opções: pagam a licença para utilizá-lo depois ou fazem cópias pirata, o que é ilegal.

[15:53] [aracnus] Quando se ensina a utilizar o software livre, elas podem não só utilizá-lo como compartilhá-lo com outras pessoas.

[15:53] [Marieta] já discutimos isso na universidade! ensinamos algo e FAZEMOS outra coisa

[15:53] [aracnus] E não é isso que deveríamos ensinar nas escolas?

[15:54] [aracnus] Liberdade, compartilhamento, solidariedade, construção coletiva do conhecimento?

[15:54] [Marieta] sim

[15:54] [aracnus] Marieta: exatamente.

[15:54] [claudiamurta] é o que precisamos na educação: etica

[15:54] [MLa_] mas é algo tão arraigado… as pessoas de modo geral nem imaginam que tem copias piratas em seus pcs

[15:54] [Andrea_Centeno] usam-se os softwares proprietários, como windows, na maioria das vezes pirata, e acreditam que estão certos por isso…

[15:54] [aracnus] claudiamurta: sim, infelizmente muita gente não considera isso e vai pela “via mais fácil”.

[15:54] [Marieta] por isso, parece-me, será adotado o linux aqui no campus, nas novas instalações

[15:55] [aracnus] MLa_: exatamente e por isso devem ser orientadas sobre o assunto.

[15:55] [Andrea_Centeno] mas acredito que ainda falta informação…

[15:55] [aracnus] Andrea_Centeno: informação é TUDO o que falta.

[15:55] [Vanely] Mas, muitas vezes també, nem sabem se o sistema é pirata ou não. S

[15:55] [Andrea_Centeno] 😀

[15:55] [claudiamurta] quero o linux já!!! Fora windows! Vamos fazer um manifesto?!

[15:55] [hugleo] 😀

[15:55] [aracnus] hahahahahha bora lá, claudiamurta. 🙂

[15:55] [Andrea_Centeno] kkkk

[15:56] [Monica_] Hahahaha, tô gostando disto tudo

[15:56] [aracnus] A questão, na verdade gente, é de paradigma.

[15:56] [acris] 😀

[15:56] [Marieta] e já pensaram em uma fiscalizaçao em órgao público?

[15:56] [aracnus] O software proprietário é um paradigma da concentração do conhecimento na mão de poucos e o software livre é a distribuição do mesmo.

[15:56] [claudiamurta] não temos essas informações em nossas graduações, pelo menos eu não tive

[15:56] [Andrea_Centeno] realmente, cláudia!

[15:56] [acris] claudiamurta: ainda hoje é dificil um professor falar disso

[15:57] [aracnus] claudiamurta: isso porque, muitas vezes, empresas de software proprietário fazem acordos com as universidades e faculdades para utilização do seu produto.

[15:57] [Monica_] Verdade, cláudia, fico besta

[15:57] [acris] costumo falar sempre, mas daí tem muito aluno que reclama

[15:57] [Vanely] Quando o Estado passou a adotar esse siatema, achamos estranho, questionamos. Agora compreendo melhor. Por isso é bom ter conhecimento das coisa!

[15:57] [aracnus] Por exemplo, a PUC aqui em BH tem um acordo com a Microsoft e distribui licenças de seus produtos para os alunos.

[15:57] [leleobhz] aracnus: UNA tb

[15:57] * leleobhz tem acesso a isso

[15:57] [aracnus] Vanely: e olha que a adoção do SL no estado foi bem complicada, acompanhei no início.

[15:57] [claudiamurta] aliás, nos cursos que conheço, aqui, o que se ensina é a manusear a máquina no sentido mais obsoleto possível

[15:57] [aracnus] leleobhz: não sabia.

[15:58] [bilude] tanta informação e falta informação sobre uma coisa tão importante. Que maluco!

[15:58] [vivianemelo] fora o interesse econômico que gira em torno do software proprietário

[15:58] [aracnus] bilude: mas você tocou em um ponto interessante.

[15:58] [aracnus] Na verdade um dos grandes problemas do mundo hoje é que falta-nos informação das coisas mais essenciais.

[15:58] [Marieta] uhm! legal! nao sabia a diferença entre software livre e software proprietario!

[15:58] [aracnus] E sobra informação das coisas inúteis.

[15:58] [leleobhz] aracnus: tem um outro programa tb, mais simples do que esse, que é o dreamspark

[15:58] [Monica_] Eu também não, Marieta

[15:58] [leleobhz] aracnus: o alcance dele chega a escola publica até

[15:59] [aracnus] Por exemplo, temos muito pouca informação sobre como os produtos chegam até a gente.

[15:59] [aracnus] O processo da cadeia produtiva.

[15:59] [MLa_] o que seria esse dreamspark?

[16:00] [claudiamurta] acho que esse emaranhado de informações tem o objetivo de confundir e desinformar mesmo, deliberado

[16:00] [aracnus] leleobhz: já ia perguntar isso, mais simples do que o que?

[16:00] [acris] exato, daí, porque nao sabemos sobre a cdeia produtiva, nossos atos ecologicos podem cair no vazio, por exemplo

[16:00] [bilude] o grande problema que vejo na cultura digital. Fico desorientada e vejo que muita gente também. O excesso gera a falta.

[16:00] [aracnus] exatamente acris.

[16:00] [leleobhz] aracnus: ah le denovo vai

[16:00] [leleobhz] :p

[16:00] [aracnus] bilude: isso mesmo. E, muitas vezes, esse excesso é proposital.

[16:00] [Vanely] Mas na época também, foram oferecidas formações para professores posteriormente trabalharem com os alunos. Mas muitas salas de informática nas escolas ainda não funcionam por motivos diversos.

[16:00] [aracnus] bilude: é a famosa “cortina de fumaça”.

[16:01] [Marieta] eu tenho a impressao sempre q os técnicos , os INFORMADOS, gostam de “esconder o leite” para sempre precisarmos deles rssssss

[16:01] [aracnus] Marieta: esse é um problema sério que existe sim.

[16:01] [aracnus] Inclusive, uma das coisas que me motivou a aprender mais sempre foi isso.

[16:01] [bilude] Verdade! Até que enfim encontrei alguém que concorda comigo.

[16:01] [aracnus] Achava um absurdo as pessoas saberem as coisas e ficarem amarrando.

[16:01] [aracnus] Por isso, tudo o que eu aprendo eu faço questão de dividir. 🙂

[16:02] [Marieta] Eu tb já pensei isso, mas é MUITA informação, dá preguiça e falta tempo rsssssss

[16:02] [aracnus] Marieta: por isso precisamos aprender a filtrá-la. E a compartilhar os filtros que fazemos.

[16:02] [Marieta] verdade, aracnus! concordo com vc!

[16:02] [aracnus] Precisamos aprender a compartilhar informação relevante, “pescada” no fluxo.

[16:02] [claudiamurta] aracnus vc falou que trabalha com formação de professores, fale sobre o assunto

[16:03] [aracnus] Aqui em BH eu trabalho em um órgão da prefeitura chamado GPLI, que é uma gerência que cuida dessa parte de tecnologia, dentro da Secretaria de Educação (SMED).

[16:03] [claudiamurta] acho que grande parte dos nossos problemas são advindos da má formação

[16:04] [aracnus] Eu trabalhei por dois anos na formação de professores no uso do GNU/Linux, tanto indo às escolas quanto em um laboratório que temos na sede da SMED.

[16:04] [aracnus] Foi um processo curioso em vários aspectos.

[16:04] [vivianemelo] como voce vê a disposição dos professores diante da tecnologia, do linux principalmente?

[16:04] [Andrea_Centeno] houve resistência de alguns professores?

[16:04] [aracnus] Teve caso de professor(a) chegar lá reclamando e achando um absurdo ter que usar o “sistema esquisito que colocaram na escola”, mas saia de lá com outra mentalidade, ao ver as vantagens do mesmo.

[16:05] [aracnus] vivianemelo: ser humano tem um problema sério com mudança. Nós somos professores e sabemos disso. 🙂

[16:05] [aracnus] Assim, a resistência sempre existe, em maior ou menor grau.

[16:05] [aracnus] Especialmente porque professor tem um defeito sério.

[16:05] [aracnus] Ele tem muita dificuldade para virar aluno. 🙂

[16:06] [Andrea_Centeno] concordo plenamente! rsrsrsrs

[16:06] [aracnus] Ensinar coisas pra um professor é complicado, especialmente em relação a tecnologia, pois é uma área que ainda gera muita insegurança.

[16:06] [aracnus] Afinal de contas, é comum os alunos saberem mais de Internet do que alguns professores.

[16:06] [claudiamurta] sou uma anlafabeta digital, pelo menos funcional

[16:06] [bilude] Aracnus, você pode dar assistência à escola particular?

[16:06] [aracnus] E pra muitos professores, infelizmente, ainda existe aquela coisa de que ele é que deve deter o saber.

[16:07] [aracnus] bilude: sim. Podemos conversar sobre isso depois? 🙂

[16:07] [vivianemelo] isso. ,mas eles nao percebem que os alunos acessam contantemente a Internet e estao ligados nessas tecnologias

[16:07] [aracnus] Sim, vivianemelo. E não percebem também que o conhecimento flui muito melhor quando ele é COMPARTILHADO ao invés de simplesmente TRANSMITIDO.

[16:07] [Vanely] Eu resolvi fazer esse curso justamente por se tratar do usos das tecnologias no ensino.

[16:08] [aracnus] Mesmo porque, no mundo de hoje, é impossível alguém deter mais conhecimento do que todo um grupo de pessoas.

[16:08] [acris] exato, é esso o caminho atual da educacao

[16:08] [claudiamurta] eu tb vanely

[16:08] [Andrea_Centeno] eu tb, Vaneli!

[16:08] [aracnus] E cabe a vocês repassarem o que aprenderam aqui. Compartilhar o conhecimento. Essa é a chave para uma escola (e, arrisco eu, uma humanidade) melhor.

[16:08] [claudiamurta] compartilhem comigo, como coloco o linux em minha máquina

[16:08] [acris] mas é importante perceber que usar tecnologia não necessariamente significa avançar em termos educacionais

[16:09] [acris] exato, aracnus

[16:09] [aracnus] Ah, muito bem colocado acris…

[16:09] [aracnus] acris: Exemplique pro povo….

[16:09] [hugleo] 🙂

[16:09] [claudiamurta] verdade professora Anna

[16:09] [acris] me lembro da minha filha

[16:09] [acris] tem 10 anos

[16:09] [Andrea_Centeno] por isso é importante aliar o saber de forma consciente

[16:09] [acris] e vive reclamando das aulas de informatica

[16:09] [acris] ela usa linux em casa

[16:10] [acris] e na aula o professor coloca uns programas de jogos

[16:10] [claudiamurta] as vezes o autoritarismo está travestido de parafernalia hightech

[16:10] [acris] e diz: clique aqui, clique ali

[16:10] [acris] e cada vez que coloca um jogo novo, é a mesma coisa

[16:10] [acris] em suma, os alunos dele são analfabetos digitais

[16:10] [acris] a gente quando aprende a ler, le qualquer livro

[16:10] [acris] nao precisa de alguem dizendo: vire essa pagina, leia tal coisa

[16:11] [aracnus] Exatamente, acris. Esse ponto da “inclusão digital” é uma das questões mais controversas que temos hoje.

[16:11] [acris] entao aprender a se virar com o computador é muito mais que saber seguir um tutorial

[16:11] [acris] e isso com todos os usos da tecnologia

[16:11] [aracnus] Muita gente considera inclusão a simples distribuição de equipamentos e softwares (que é bem esse exemplo seu).

[16:11] [Vanely] Eu também concordo. O uso da tecnologia deve ser organizado, programado, embasado, pensado, planejado…. Como qualque outro recurso.

[16:12] [acris] aracnus: posso fazer uma aula online igual a uma aula presencial, ou posso fazer uma aula online sair dos limites da relacao professor aluno, por exemplo com o que estamos fazendo aqui

[16:12] [aracnus] E, acima de tudo, Vanely, usado de maneira reflexiva.

[16:12] [aracnus] Sim, acris. Inclusive, quando a EaD começou na UFMG, o que muito professor fazia era bem isso.

[16:12] [claudiamurta] acho que nosso papel é o de ajudar a filtrar informação relevante e compartilha-las

[16:12] [aracnus] Pegava as apostilas, transformava em HTML e se achava ultramoderno. 🙂

[16:12] [bilude] acho também que muitos jovens não sabem usar o computador como instrumento de aprendizagem. Fiquei surpresa de descobrir isso. Concordo com você, acris. Minha filha reclama do mesmo.

[16:13] [vivianemelo] nossa, é estranho imaginar que temos tudo em nossas mãos para fazer diferente,para melhorar e a coisa não acontece …

[16:13] [acris] isso: cada vez mais é importante a formaçào do aluno como um profissional criativo, que se adapta a diferentes realidades e cria soluções sempre que precisa

[16:13] [aracnus] bilude: é muito simples. Basta olhar que, pra maioria das pessoas, Internet significa conversar no MSN e usar o Orkut.

[16:13] [aracnus] vivianemelo: acontece quando a gente faz acontecer. 😉

[16:13] [aracnus] É papel de cada um de nós.

[16:14] [acris] 🙂

[16:14] [claudiamurta] eu fiquei surpresa com o desempenho de meus alunos no desenvolvimento de meu projeto, com fins educacionais

[16:14] [vivianemelo] concordo

[16:14] [aracnus] Veja bem, eu e vocês estamos aqui em pleno sábado porque acredito que momentos como esse são valiosíssimos.

[16:14] [vivianemelo] mas a vontade é de que seja de forma geral

[16:14] [acris] isso tudo tem muito a ver com a filosofia do software livre, a cultura livre

[16:14] [aracnus] Já estamos fazendo acontecer. 🙂

[16:14] [acris] sim, sim

[16:14] [Andrea_Centeno] u-huuu!!! rsrsrsrs

[16:14] [aracnus] vivianemelo: uma coisa que eu aprendi é que as coisas NUNCA funcionam de “maneira geral”.

[16:14] [claudiamurta] rsrsrs

[16:15] [acris] rs

[16:15] [aracnus] É sempre o “miudinho” que conta.

[16:15] [MLa_] Tenho um grupo de crianças de 7 anos e o computador na sala de aula é livre para utilizarem como quizerem, mas eles já reclamam que não podem utilizar o orkut

[16:15] [aracnus] O boca a boca, o trabalho de formiga.

[16:15] [bilude] Verdade! A maioria da “moçada” só faz conversa no MSN.

[16:15] [claudiamurta] é sempre o trabalho de formiguinha que move o mundo?!

[16:15] [MLa_] se não acessam o orkut não estão usando a internet

[16:15] [vivianemelo] tem razão

[16:15] [aracnus] MLa_: então ensine pra eles que existe vida além do Orkut (aliás, eu questionop que exista vida lá dentro). 😉

[16:15] [acris] 🙂

[16:15] [Andrea_Centeno] rsrsrsrs

[16:15] [aracnus] claudiamurta: sim. Por exemplo, o software livre funciona assim.

[16:16] [aracnus] Cada um faz um pedacinho do programa. Uma colaboração pequena. E, no final, temos tudo isso funcionando. 🙂

[16:16] [MLa_] serão meus “cobaias” no projeto final desse curso… Depois te conto…

[16:16] [aracnus] Vocês conhecem o princípio de “sistemas dinâmicos”?

[16:16] [acris] quero saber, MLa_

[16:16] [claudiamurta] não conheço, já ouvi falar

[16:17] [vivianemelo] conte para nós

[16:17] [aracnus] Muita gente conhece mais pelo nome de “teoria de caos”. É uma linha teórica que perpassa várias disciplinas.

[16:17] [claudiamurta] tem a ver com os sistemas complexos?

[16:17] [aracnus] claudiamurta: sim.

[16:17] [Andrea_Centeno] gente, ia ser interessante se juntássemos todos os nossos projetos finais individuais e fizéssemos um só… que tal??? rsrsrsrsrs

[16:17] [aracnus] A ideia é simples (mas com resultados complexos). 🙂

[16:17] [claudiamurta] tem a ver com comunidades de prática???

[16:18] [aracnus] Se baseia no fato de que pequenas variações introduzidas em um sistema podem levar a um resultado final completamente inesperado.

[16:18] [aracnus] claudiamurta: não sei. Não me arrisco a falar sobre esse tema pois conheço pouco. 🙂

[16:18] [acris] Andrea_Centeno: ideia excelente

[16:19] [claudiamurta] acho que acontece sempre que há interação

[16:19] [aracnus] O exemplo mais comum é aquela história da borboleta bater asas na Nova Zelândia e isso gerar um furacão na Flórida (o filme Efeito Borboleta trata mais ou menos disso).

[16:19] [aracnus] claudiamurta: sim, a base de todo sistema dinâmico é a interação de forças ou energias.

[16:19] [aracnus] Por exemplo, discutimos um pouco sobre GNU/Linux aqui e muita gente já falou em colocar o sistema na máquina.

[16:20] [Andrea_Centeno] acredito que cada um teve uma ideia inicial muito boa… se juntássemos tudo, acredito que teríamos feito um software livre! rsrsrsrs

[16:20] [claudiamurta] uma pequena revolução!!!

[16:20] [acris] 🙂

[16:20] [vivianemelo] exatamente

[16:20] [aracnus] Sim, claudiamurta

[16:20] [MLa_] aracnus… foi muito bom “conhecê-lo”… espero que a ana repita a dose na proxima disciplina… tenho que sair… compromissos! um abraço

[16:20] [bilude] vou colocar, pois fiquei convencidíssima!

[16:20] [aracnus] Afinal, esse uso que vocês farão do SL pode gerar frutos complemtante inesperados.

[16:20] [aracnus] ok MLa_, Um abraço!

[16:20] [aracnus] Então pensem por um instante.

[16:20] [acris] é, bem, a gente já passou da hora, infelizmente. aracnus, voce gostaria de fechar?

[16:21] [vivianemelo] ah naooo

[16:21] [claudiamurta] aracnus, como faço para instalar o linux?

[16:21] [vivianemelo] rsrs

[16:21] –] MLa_ deixou este servidor (Quit: Page closed).

[16:21] * acris nem tinha percebido o passar do tempo…

[16:21] [aracnus] Ok. O duro desses encontros é que sempre empolgo e esqueço do horário. 🙂

[16:21] [Andrea_Centeno] :-((((

[16:21] [acris] pois é

[16:21] [claudiamurta] :-((((

[16:21] [Monica_] Que legal!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Amei!!!! Tô me sentindo mega esperta!!!!!

[16:21] [aracnus] Bom, vamos fazer o seguinte, vou deixa o meu contato aqui e coloco-me à disposição para conversar mais sobre o assunto com quem quiser…

[16:21] [Vanely] que pena!!

[16:22] [acris] aracnus: foi uma delícia conversar assim, trocando ideias, muitíssimo obrigada

[16:22] [Andrea_Centeno] aracnus, vc tem algum endereço eletrônico para mantermos sempre contato?

[16:22] [vivianemelo] eu ja ia te pedir o e-mail

[16:22] [claudiamurta] VALEU!!!

[16:22] [acris] 😀

[16:22] [vivianemelo] tudo mundo pensou junto

[16:22] [aracnus] Meu e-mail é frederico@teia.bio.br e meu comunicador instantâneo é da rede Jabber: aracnus@jabber-br.org (vocês podem acrescentá-lo no GTalk se utilizarem).

[16:22] [Monica_] hehehehe

[16:22] [Andrea_Centeno] essa turma é maravilhosa, né professora Ana????

[16:22] [acris] muito mesmo, Andrea_Centeno

[16:22] [acris] to adorando voces

[16:22] [aracnus] Gostei muito de interagir com vocês. Foi muito bacana.

[16:23] [Vanely] A discussão foi “proveitosíssima”! Amei!!!

[16:23] [aracnus] Espero que possamos continuar o contato.

[16:23] [acris] aracnus: elas podiam entrar na lista

[16:23] [acris] do SLEducacional

[16:23] [acris] acho que seria legal

[16:23] [claudiamurta] Com certeza, temos uma revolução pra fazer

[16:23] [Andrea_Centeno] adorei tb, gente!!!!!

[16:23] [aracnus] acris: ideia genial!!!!

[16:23] [vivianemelo] assino em baixo

[16:23] [acris] aracnus: ensina como

[16:23] [aracnus] É o seguinte gente, o projeto SLEducacional mantám uma lista de discussão (e um sítio, que mudará em breve).

[16:24] [aracnus] Pra entrarem, acessem o endereço http://listas.sleducacional.org e escolham a lista Geral.

[16:24] [acris] SLEducacional = software livre educacional

[16:24] [Andrea_Centeno] legal!

[16:24] [aracnus] Ou quem quiser ir direto: http://listas.sleducacional.org/listinfo.cgi/geral-sleducacional.org

[16:25] [aracnus] O sítio que mantesmos é o http://sleducacional.org, mas, como disse acima, vou fazer uma mudança grande nele nos próximos dias.

[16:25] [aracnus] Tudo vai ser explicado na lista, então assinem logo. 😉

[16:25] [acris] 😀

[16:25] [bilude] Obrigada, Ana. obrigada Frederico. Abraços para todos! Vou levar minha filha ao cinema. Foi ótimo o encontro.

[16:25] [aracnus] Também mantenho um sítio pessoal, a teia: http://teia.bio.br.

[16:25] [acris] obrigada por vir, bilude

[16:25] [aracnus] bilude: eu é que agradeço.

[16:25] [Andrea_Centeno] Abração, Loudinha!

[16:25] [Andrea_Centeno] Lourdinha****

[16:26] [aracnus] Então, gente, aguardo o contato de todas, ok? Pra interação continuar. 😉

[16:26] [bilude] para você também, Andrea.

[16:26] [vivianemelo] pode deixar

[16:26] [Andrea_Centeno] é claro!!!! pode ter certeza!!!! essa turma é 10, viu Frederico!!!! rsrsrsrsrs

[16:26] [claudiamurta] Abraço a todos, obrigada pela compartilhar de ideias, agora é pegar no trbalho final!!!

[16:26] [aracnus] heheheheh vi sim, Andrea_Centeno…

[16:27] [vivianemelo] foi um grande prazer professora Ana e Frederico

[16:27] [Monica_] Abs e obrigada!!! É mesmo, murta!!!

[16:27] [vivianemelo] Obrigada, foi muito bom

[16:27] [aracnus] O prazer foi meu, vivianemelo

[16:27] [claudiamurta] Frederico mantenho contato

[16:27] [acris] agradeço já a todas vocês pela participação e animação

[16:27] –] bilude deixou este servidor (Quit: Page closed).

[16:27] [aracnus] claudiamurta: estou aguardando! 🙂

[16:27] [Andrea_Centeno] Obrigada pela oportunidade, professora Ana e Frederico! Vlw mesmo… a-do-rei nosso encontro! 😉

[16:27] [acris] increvam-se na lista, eu também estou lá: vale a pena

[16:28] [Andrea_Centeno] abração a todos!

[16:28] [claudiamurta] Professora Anna, grande abraço

[16:28] [vivianemelo] eu ja to acessando

[16:28] [vivianemelo] abraços a todos!!! ate mais

[16:28] [aracnus] vivianemelo: que bom! 🙂

[16:28] [Vanely] Abraço a todos

[16:28] [acris] abraços e bom im de semana!

[16:28] [hugleo] *fim

[16:29] [Andrea_Centeno] pra vc tb, profa!

[16:29] [acris] thanks hugleo 😀

[16:29] [acris] 🙂

[16:29] –] Vanely deixou este servidor (Quit: Page closed).

[16:29] –] Andrea_Centeno deixou este servidor (Quit: Page closed).

[16:29] –] Monica_ deixou este servidor (Quit: Page closed).

[16:31] –] vivianemelo deixou este servidor (Quit: Page closed).

[16:35] –] aracnus deixou este servidor (Quit: Konversation terminated!).

[16:35] –] claudiamurta deixou este servidor (Quit: Page closed).

[16:38] [Marieta] pessoal, tive que sair rapidinho para fazer um bolo de milho (rs), pq estava “agendada” (há muito tempo!) uma visita de uma amiga hoje! Mas já cheguei e li tudo! Adorei! Segredo: foi a minha primeira vez (rssssss) que participei de chat! Sempre via minha filha… ficava do lado, mas eu mesma nunca havia entrado (rs). Gostei muito de entender isso de software livre e proprietario e também me conscientizei mais! Bom final de seman

[16:38] [Marieta] hein! Pleno sábado à tarde em sala de aula! Demais! Obrigada, Ana e colegas!

[16:38] [leleobhz] 😀

[16:40] [hugleo] hehe

[16:46] –] Marieta deixou este servidor (Quit: Page closed).

[16:51] [acris] 🙂

Anúncios

Written by otextolivre

9 março 2010 às 12:17 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: