Blog dos voluntários do Texto Livre

www.textolivre.org

Blog, Chat, Fórum segundo I. A. Silva

leave a comment »

Por Júnia Guedes Machado

Hoje fazemos parte de um mundo em que a informação e a comunicação ganharam papel de destaque. Já não se tem a idéia do conhecimento individualizado, e sim da inteligência coletiva, da atividade colaborativa.

Dentro dessa perspectiva de circulação de informação/conhecimento como essência do crescimento/desenvolvimento sócio, econômico, cultural e pessoal, fez-se necessário ampliar as vias por onde essa comunicação se concretiza. Isso porque, em um mundo completamente globalizado, como o que temos hoje, não há como lançar mão unicamente de uma comunicação real e presencial, já que as pessoas são muitas, com suas muitas realidades, seus “tempos” específicos, etc.

O chat, o fórum e o blog são exemplos de meios de comunicação via internet que propiciam uma interação não presencial entre seus usuários. A diferença básica entre eles consiste na noção de tempo subjacente a cada ferramenta. O chat provê uma comunicação em tempo real, ou seja, os participantes vão conversando entre si por meio da internet, simultaneamente. O fórum pode funcionar basicamente com a mesma dinâmica do chat: perguntas e respostas. A diferença é que a interação não acontece em tempo real, ou seja, as pessoas vão postando suas perguntas que serão respondidas assim que as outras pessoas acessarem o fórum, o que, na minha opinião, perde um pouco no caráter espontâneo de uma conversa. O blog também não acontece em tempo real, mas já não dá muito essa idéia da dinâmica das perguntas e respostas. As pessoas levam o tempo que quiserem ou acharem necessário para deixar suas mensagens, idéias, perguntas, comentários, etc.

Em relação ao que o professor Ignácio Assis Silva chama de “ruído” na comunicação, podemos também apontar certas diferenças entre essas três ferramentas comunicativas. A interação através do chat, uma vez que acontece rapidamente, como freqüentemente acontecem as conversas em tempo real, não possibilita a seus participantes uma maior atenção/preocupação com a linguagem utilizada. Esse fato pode criar ruídos de ordem física – erros ortográficos muito freqüentes devido à rapidez da digitação, por exemplo –, ruídos relacionados ao que o emissor julga necessário para o entendimento e que, muitas vezes, não é suficiente para que o destinatário compreenda a mensagem, e ruídos relacionados ao tipo de registro escolhido pelos “falantes”, suas convicções, sua ideologia. Esse último tipo não é tão freqüente nos chats.

Os fóruns e os blogs, por outro lado, proporcionam aos participantes um tempo maior de trabalho em cima da língua, diminuindo consideravelmente o aparecimento de ruídos físicos, e um pouco menos, o aparecimento de ruídos relacionados à mensagem do emissor. Entretanto, podemos perceber uma maior freqüência de ruídos que carregam o lado cultural, ideológico, uma vez que os textos disponibilizados nos fóruns e blogs dão acesso a variadas pessoas com diversas bagagens culturais.

Não cabe aqui dizer qual dessas ferramentas nos tem maior serventia, pois cada uma tem uma especificidade e pode ser útil em diferentes contextos. O que importa, afinal, é sabermos que temos vários instrumentos comunicativos a nossa disposição, propiciando cada vez mais a interação e a comunicação.

Anúncios

Written by otextolivre

7 setembro 2008 às 7:03 pm

Publicado em semiótica, texto livre

Tagged with , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: