Blog dos voluntários do Texto Livre

www.textolivre.org

Tecnologia e a sala de aula: Uma nova perspectiva para o ensino de língua portuguesa.

with 6 comments

Por: Elaine Crepaldi; Filipe Moreira; Lucas Marquesini; Maria Aparecida; Maria Sueli.

O presente artigo faz considerações sobre o ensino de língua portuguesa aliado à tecnologia da informação. Propomos com este um ensino menos tradicional, cuja abordagem pedagógica seja contextualizada com a “era informatizada”.

Texto é um conjunto de relações significativas, produzidas por um sujeito marcado pela sua condição de existência histórica e social, pela sua inserção em determinado mundo cultural e simbólico. É, enfim, unidade de comunicação com a qual vivenciamos a linguagem.

Sabemos da dificuldade de se caracterizar o texto por meio de elementos formais (morfológicos, sintáticos, semânticos). Partindo desse pressuposto, temos claro que o importante é considerar os participantes do discurso e suas intenções comunicativas, ou seja, deslocar o eixo do enunciado para a enunciação. Classificar os textos em gêneros e caracterizar cada gênero é uma tarefa muito complexa, principalmente se pensamos na imensa variedade de gêneros textuais com os quais convivemos hoje, na “Era da Internet”.

Apesar dessas limitações, as teorias de gêneros e tipos textuais contribuem muito para o ensino de Língua Portuguesa. Já evoluímos bastante nesse âmbito de ensino. Do termo “Composição”, passamos para “Redação” e depois para “Produção de texto”. Hoje, pensamos que o termo mais adequado seria “Produção de gêneros textuais”.

A prática da produção escrita em sala de aula deve deixar de ser uma prática tão desmotivante para o estudante. O professor deve ter outra tarefa além de procurar erros ortográficos e sintáticos nas produções de seus alunos. O professor de Língua Portuguesa de hoje, munido de conhecimentos sobre as teorias do texto, deve familiarizar os alunos com os mais variados tipos e gêneros textuais, contribuindo para que ele se torne um leitor eficiente, consciente, crítico; dando-lhe subsídios para produzir gêneros com eficiência e motivando-o a escrever por prazer e não por obrigação. O professor de hoje deve buscar nas produções de seus alunos os elementos e os recursos da enunciação que eles utilizaram para tornarem seus textos interessantes e engajados considerando essas produções como produtos sociais que devem circular nas diversas esferas da sociedade.

Não podíamos deixar de citar, também, as importantes contribuições dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN’s) que propõem a oportunidade de observar tanto a oralidade como a escrita, em seus usos culturais mais autênticos, sem forçar a criação de gêneros que circulam apenas no universo escolar e sim daqueles que caracterizam os usos públicos da linguagem.

As perspectivas apresentadas pelos PCN’s têm contribuído muito para o ensino de Língua Portuguesa, no sentido de desmistificar a língua, acabando com certos tabus e práticas que produzem uma prática de mutilação cultural. Além disso, contribuem também para uma maior aceitação e valorização das variedades lingüísticas:

“A variação é constitutiva das línguas humanas, ocorrendo em todos os níveis. Ela sempre existiu e sempre existirá, independente de qualquer ação normativa. Assim, quando se fala em ”Língua Portuguesa”, está se falando de uma unidade que se constitui de muitas variedades(…) A imagem de uma língua única, mais próxima da modalidade escrita da linguagem, subjacente às prescrições normativas da gramática escolar, dos manuais e mesmo dos programas de difusão da mídia sobre “o que se deve e que não se deve falar e escrever, não se sustenta na análise empírica dos usos da língua”[1].

Mais uma vez, o uso da tecnologia se mostra uma importante ferramenta para o professor de Língua Portuguesa seguir, o que é proposto pelos PCN´s . Projetos como o Texto Livre ajudam a quebrar a artificialidade muitas vezes imposta no ambiente escolar na hora da produção textual. No referido projeto, o aluno pode se apropriar dos mais diversos textos, desde que sejam citados os nomes dos respectivos autores e modificá-los. Outro ponto interessante é que durante todo o projeto os estudantes fazem um intercâmbio de textos no fórum e no chat. Dessa forma, os alunos praticam a leitura e a escrita, muitas vezes, sem se darem conta disso.

Outro ponto que deve ser considerado para que as produções de gêneros textuais não partam da artificialidade é a existência de um grande leque de opções contextualizadas. Para tanto devemos nos aproveitar da imensa variedade de gêneros textuais dessa “Era da Internet” e também da tecnologia da Informação (TI). Essa é uma ferramenta que possibilita o uso de recursos tecnológicos e computacionais para o processo de geração e uso da informação, pois os computadores e as TI estão presentes no nosso dia-a-dia e nas tarefas mais corriqueiras fazendo parte do mundo onde crescem os alunos que ensinamos.

Nesta realidade podemos apontar as vantagens dos usos dos computadores como: o ganho de tempo na elaboração das mais diversas tarefas como trabalhos escolares, ensino e formação à distância, participação nacional e até internacional em trabalhos e experiências conjuntas.

Além dessas vantagens, temos a interação diferenciada que o professor pode estabelecer com seus alunos ao utilizar um software específico, a pesquisa on-line dirigida, a comunicação via e-mail para tirar dúvidas entre outros.

A releitura da tradicional aula de Português, através da tecnologia, tem se mostrado muito útil e eficiente, possibilitando novas perspectivas para o ensino da Língua Portuguesa.

______________________________________
[1] Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: Língua Portuguesa. p.29

Anúncios

Written by otextolivre

23 julho 2008 às 2:55 pm

6 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. gostei muito do artigo de vocês eu em parceria com uma amiga também estamos elaborando um trabalho sobre a tecnologia e o ensino de lingua portuguesa.

    charlene

    27 setembro 2009 at 12:57 pm

  2. Gostei muito da matéria e acredito que toda forma que auxilie o aprendizado é válida. Atualemte os professores não dispõe de muitos recursos para desenvolverem uma boa aula de produção de texto. Neste sistema ainda há uma interação entre aluno-professor que, ao meu ver, propicia uma fixação do que foi ensiando além de incentivar uma nova leitura do português, associado ao mundo tecnológico que despertaa curiosidade de muita gente.

    Gustavo Bleme

    3 setembro 2010 at 11:19 pm

  3. Gostei muito do artigo. Tornar as aulas de língua portuguesa mais interessantes é sempre uma tarefa difícil para os professores. Ainda mais agora que os alunos têm acesso a esse mundo de possibilidades da internet, que parece muito mais atrativo do que as tradicionais aulas de redação.
    Nada melhor então que aliar as novas tecnologias ao ensino do português nas escolas, para que essa ferramenta
    sirva não apenas para contagiar os alunos, mas para fazê-los realmente aprender, gostar e terem consciência da importância do domínio da nossa língua.

    ANA CRISTINA MAZEO

    11 setembro 2010 at 3:42 pm

  4. Gostei muito do Artigo, uma vez que após a leitura do mesmo fica evidenciado os grandes benefícios obtidos ao unificar o ensino da língua portuguesa com os usos da tecnologia. Uma vez que todos sabem que para o professor construir uma didática agradável ao ensino do português diante do grande receio que os alunos possuem diante do aprendizado da língua, não é fácil. O uso da tecnologia deve ser “encarado” como uma alternativa/ferramenta para que a dinâmica das aulas seja mudada e assim os alunos demonstrem para interesse, aprimorando, portanto suas competências.

    Juliana Jardim

    13 setembro 2010 at 7:21 pm

  5. Achei muito interressante o artigo pois depois da leitura, fica claro os benefícios que otem-se com a unificação do ensino da língua e o uso da técnologia.

    Natalia

    13 setembro 2010 at 10:14 pm

  6. […] Tecnologia e a sala de aula: Uma nova perspectiva para o ensino de língua portuguesa. julho, 2008 5 comentários […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: