Blog dos voluntários do Texto Livre

www.textolivre.org

Aplicando a teoria: Sintaxe narrativa

with 2 comments

A sintaxe narrativa, de acordo com o livro Teoria Semiótica do texto, de Diana Luz Pessoa de Barros, é um dos princípios semióticos de organização da narrativa. O assunto, para iniciantes como eu, é complexo e confuso. De maneira geral, entendo a análise semiótica do texto como um processo de divisão das partes de uma estrutura textual e sua classificação. Com isso objetiva-se entender as diversas possibilidades construtivas e as inúmeras relações entre sujeitos e objetos.

Com essas impressões da sintaxe narrativa apresentarei os conceitos que Diana explica em seu texto “Sintaxe Narrativa”, e utilizarei como exemplo trechos de minha conversa com o robô Ed, que vocês podem conferir no endereço eletrônico: http://mislaine.wordpress.com/2008/04/04/conversa-com-um-robo/

Enunciado elementar: caracteriza-se pela relação de transitividade entre dois actantes, sujeito e objeto. Essa relação pode ser de junção(estado) ou transformação.

Aplicando a teoria:

Ed: Kyr é todo metálico, com grandes painéis mostrando as galáxias e os planetas do universo” – O sujeito Kyr matem relação de junção com o objeto metálico. Essa relação se dá, pois metálico é o estado que o sujeito Kyr se encontra.

O robô Ed me explicou que Kyr sempre foi árido, e nunca teve vegetação como o planeta Terra, mas que se continuarmos poluindo a atmosfera, logo chegaremos a uma situação parecida. Com base nessas informações formulo o seguinte enunciado: “A poluição resulta no aquecimento do planeta”. O sujeito planeta está em relação com o objeto poluição que proporcionará uma alteração em seu estado, ou seja, seu aquecimento.

Programa narrativo: defini-se como um enunciado de fazer que rege um enunciado de estado.

Aplicando a teoria: Para proteger a natureza, jogue o lixo no lixo, ajude a reciclar e mantenha o carro regulado. São pequenas coisas que ajudam a preservar a energia” – Proteger a natureza, jogar o lixo no lixo, ajudar a reciclar e manter o carro regulado são enunciados de fazer que regem o enunciado de estado “energia preservada”.

Percurso narrativo: é uma seqüência de programas narrativos relacionados por pressuposição.

Aplicando a teoria: Em minha conversa com o robô Ed o percurso narrativo é a cadeia lógica em que ele me apresenta seu planeta metálico, árido, onde não é possível a vida animal ou vegetal (Ed: Meu planeta é muito diferente do seu! É um lugar interessante, sem poluição, mas muito árido. Não há vida vegetal ou animal) e as ações que os seres humanos precisam fazer para não poluir (Ed: Racionalizar o uso da energia é fundamental para um desenvolvimento sustentável. / Ed: Para proteger a natureza, jogue o lixo no lixo, ajude a reciclar e mantenha o carro regulado) para que a Terra não deixe de ter vida animal e vegetal (Ed: Lá não existe a raça humana por não haver condições básicas para haver vida. Vocês aqui na Terra são uns privilegiados).

Esquema narrativo: é o encadeamento lógico de percursos narrativos.

Aplicando a teoria: Em minha conversa com o robô Ed os esquemas narrativos podem ser exemplificados pelos blocos de assuntos em torno do qual nosso dialogo se mantém:

§ nossa apresentação – Ed: Olá! Que bom que você veio!! Meu nome é Ed, estou no site do CONPET para ajudar na preservação de energia e de outros recursos naturais. Sobre o que você quer conversar?/ Você: sobre você.

§ a apresentação do planeta e da vida em Kyr – Ed: Meu planeta é um lugar avançadíssimo. Kyr é todo metálico, com grandes painéis mostrando as galáxias e os planetas do universo. O transporte é feito por naves movidas a Vex. É um mundo habitado só por robôs. Gostamos de brincar, dançar, apreciar o Pôr-de-Vega e acompanhar nos painéis as imagens da Terra.

§ as explicações sobre a preservação da energia e recursos naturais ­- O biodiesel é uma denominação genérica para combustíveis derivados de oleaginosas, tais como: mamona, dendê, soja, girassol, amendoim e outras sementes, além de gordura animal. O biodiesel é misturado ao diesel convencional e apresenta muitas vantagens ambientais. É um combustível de queima limpa. Saiba mais!

§ minha tentativa de encontrar a falha no banco de dados de Ed – Você: já conversamos bastante, você já está se repetindo “não gosto de guerras, elas não levam a nada”/ Ed: Ou você que fica perguntando a mesma coisa? /Você: não minhas perguntas mudam, mas o seu universo de resposta é que é pequeno/ Ed: Realmente, não sei se entendi bem a sua pergunta. O que precisamente você quer saber?

§ A aula de filosofia e de energias alternativas – Marxismo é o conjunto das idéias filosóficas, econômicas, políticas e sociais que Karl Marx e Engels elaboraram e que mais tarde foram desenvolvidas por seguidores. Os pontos de partida do marxismo são a dialética de G. W. F. Hegel, a filosofia materialista de Ludwig Feuerbach e dos enciclopedistas franceses e as teorias econômicas dos ingleses Adam Smith e David Ricardo.

§ Despedida – Você: ok! vc já respondeu todas as minhas dúvidas. Agora tenho que ir. Tchau!/ Ed: Pois é para isso mesmo que estou. Para tentar esclarecer as dúvidas. Se estiver ao meu alcance, estou às ordens.

Após essas atividades, percebo que a análise semiótica de textos é uma tarefa árdua, que requer habilidade e muito conhecimento. É necessário ter bem claro todos os conceitos para que sua aplicação seja eficiente. Tenho consciência de que ainda não domino os elementos necessários para uma análise consistente. Por isso não utilize esse texto como fonte de consulta, você pode acabar errando comigo.

Anúncios

Written by mislaine

18 abril 2008 às 11:30 pm

Publicado em semiótica

2 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Seu trabalho está muito bom!

    otextolivre

    23 abril 2008 at 7:59 pm

  2. Gostei muito de como a teoria foi colocada, de uma forma bem simplificada, me ajudou muito em um estudo dirigido que estou fazendo. Obrigada

    Ana Paula Nogueira

    20 setembro 2009 at 6:27 am


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: